• Home
  • Author: Izabel Liviski

Author: Izabel Liviski

CURITIBA NA 2ª MARCHA MUNDIAL PELA PAZ E A NÃO VIOLÊNCIA NO BRASIL

A cidade de Curitiba participa na próxima quarta-feira, 18 de dezembro, do Evento de Recepção da Equipe Base da 2ª Marcha Mundial pela Paz e a Não Violência. O movimento é uma ação internacional da organização não governamental Mundo Sem Guerras, apoiada por diversas instituições pelo mundo, e, em Curitiba, estão entre elas: Instituto Nhandecy, Mensagem de Silo, CEBB (Centro de Estudos Budistas Bodisatva), Silêncio e Movimento, Cia Re-Trato, Instituto Atiara, Rede Semear, Design ao Vivo, Nanak Asrham.

Trata-se de uma iniciativa por um mundo sem violência, sem armas e sem guerras com intuito de percorrer mais de 100 países, durante cinco meses. O objetivo é mobilizar as pessoas pela paz e a não-violência. Desta vez a Marcha Mundial começou em Madrid, na Espanha, no dia 2 de outubro, aniversário do nascimento de Gandhi e declarado pelas Nações Unidas como “Dia Internacional da Não-Violência”. A capital espanhola também é o ponto de encerramento, em 8 de março de 2020, após a volta ao mundo.

Neste período cada cidade se organiza a fim de reunir o maior número possível de pessoas, movimentos e organizações para desenvolver atividades e ressaltar aquelas já existentes em consonância com os temas da Marcha Mundial, já que a intenção da Marcha é também dar visibilidade e federar tudo o que já existe no mundo relacionado a superação da violência, gerando uma convergência regional, nacional e mundial.

Em Curitiba, o Evento será no dia 18 de dezembro, no Campus Rebouças da UFPR (Avenida Sete de Setembro, 2645 – ao lado do Shopping Estação), com início previsto para às 8h30 com a seguinte programação: Abertura cultural; Palestra “As Qualidades emocionais para a Paz”; Experiências com a Cultura da Paz e Não Violência; chegada da Equipe Base – 2a. Marcha Mundial desde Madrid; Open Space temáticos.

A concentração da caminhada pacífica será às 16h, na Praça Eufrásio Correa, e seguirá em direção a Boca Maldita, finalizando por volta das 18h, com o Símbolo Humano da Não-Violência. A 1ª Marcha Mundial Pela Paz e Não-Violência aconteceu em 2009. Ela teve início na cidade de Wellington, Nova Zelândia, em 2 de outubro, e terminou em 02 de janeiro de 2010, em Punta de Vacas, Argentina, após percorrer 120 países.

No Brasil, já passou por: Recife/PE, Salvador/BA, São Paulo/SP, Cubatão/SP, Caucaia/SP, Itapeva/SP, Paraisópolis/MG, Campinas/SP, Rio de Janeiro/RJ, Maricá/RJ e Londrina/PR.

Contato do Comitê da Marcha Mundial Curitiba:
41 99941 3494 (Régis): regisgarrett@hotmail.com
41 99927 3534 (Edite): vivencias.nhandecy@gmail.com
Leia o Manifesto: https://www.facebook.com/worldmarchcuritiba/posts/112907650067470
Facebook:https://www.facebook.com/worldmarchcuritiba/https://www.facebook.com/events/1391702740985271/
Site oficial: http://pt.theworldmarch.org

SERVIÇO:
2ª Marcha Mundial pela Paz e Não Violência
Data: dia 18 de dezembro (quarta-feira)
Horário: 8h30 às 18h
Local: Campus Rebouças da UFPR, na Avenida Sete de Setembro, 2645 (ao lado do Shopping Estação) e Praça Eufrásio Correa.

 

MULHERES QUE ESCREVEM POESIA

A Sala Leituras do Brasil do UniBrasil Centro Universitário recebeu no final de outubro, o lançamento do livro “Palavra de Mulher: Poesia”. A sala, que orgulha a instituição com sua bela coleção de obras de arte, recebeu muitas das autoras que tiveram suas obras publicadas no livro, e doze delas encantaram fazendo a leitura de seus poemas.

VII VITRINE LITERÁRIA POLÔNICA DO BRASIL

“Persistência, esta foi a palavra chave para os poloneses que há 150 anos para aqui vieram em busca de pão e liberdade.”  (Rizio Wachowicz, presidente da BRASPOL)

Chegamos à sétima edição da VITRINE LITERÁRIA POLÔNICA DO BRASIL. Desta feita a BRASPOL do BRASIL promoveu o evento em FLORIANÓPOLIS-SC, nos dias 22 e 23 de novembro de 2019, em homenagem ao Estado de Santa Catarina, para enaltecer a comemoração dos 150 anos da imigração polonesa à BRUSQUE, ocorrida em 25 de agosto de 1869.

Foi um encontro dos literatos polônicos e mais alguns de outras etnias, que realizaram pesquisas sobre a vinda da primeira leva de imigrantes poloneses ao solo brasileiro. Além do congraçamento, percebemos que a pesquisa  histórica da imigração, apesar de já ter recebido análises, ainda o campo é vasto para o registro das diversas faces dessa odisseia.

No primeiro dia, realizou-se um coquetel de boas-vindas aos participantes, sendo conduzido o cerimonial pela Vice presidente da BRASPOL pelo Estado do Paraná, MARIA DE LOURDES KUCHENNY.  A saudação de abertura foi realizada pelo Presidente da BRASPOL – senhor RIZIO WACHOWICZ, e dando continuidade, usaram da palavra, alguns dos patrocinadores, senhor IVAN WALENDOWSKY, da Fundação José Walendowsky e a senhora NEIDE WALENDOWSKY SPRICIGO – Presidente da Sociedade Polônia de FLORIANÓPOLIS.

Abertura do evento, com a fala do presidente da Braspol, Rizio Wachowicz (Foto: Volnei Lopes da Silva)

A seguir usaram da palavra a senhora ROSEMARI GLATZ – Magnífica Reitora da UNIFEBE e Presidente da Fundação Educacional de BRUSQUE, e, o Pe. Dr. ZDZISLAW MALCZEWSKI, SChr. – Reitor da Missão Católica Polonesa no Brasil.

Na continuidade foi convidado o escritor IRACI JOSÉ MARIN, de CAXIAS DO SUL-RS, para fazer o lançamento da sua obra A POLÔNIA E OS POLONESES, recém editada que foi bem apreciada, e, para brindar a noite, foi realizado o SARAU LITERÁRIO comandado pelo poeta Dr. LUCIANO FIALKOWSKI de PORTO ALEGRE-RS.

A VITRINE hoje, se constitui de um elemento literário importante para o BRASIL, como ainda continuar a pesquisa das diversas regiões habitadas pelos pioneiros. São problemas sociais, culturais, históricos, econômicos e outros, que contribuíram para o desenvolvimento de microrregiões do país.

Cabe destacar o apoio financeiro recebido para a viabilização do evento dos seguintes colaboradores:

CONSULADO GERAL DA POLÔNIA EM CURITIBA – Dorota Bogutyn
FUNDAÇÃO JOSÉ WALENDOWSKY de BRUSQUE – Ivan Walendowsky
NÚCLEO DA BRASPOL de BRUSQUE – Eulália Carolina Bado Walendowsky
ALFAJORES FLORIPPA – Nazareno Dalsasso Angulski e Rodrigo Suna
PLASTKOLOR – Comunicação Visual – Ildefonso Witoslawski Junior
SOCIEDADE POLÔNIA DE FLORIANÓPOLIS – Neide Walendowsky Spricigo
BRUCKE ALIMENTOS – Wagner Walter

Ressaltamos o esforço desenvolvido pelo senhor NAZARENO DALSASSO ANGULSKI, na busca dos valores financeiros e outros elementos de apoio para podermos concretizar a VITRINE. Expressamos nosso reconhecimento à colaboradora MARIA DE LOURDES KUCHENNY, pela dedicação de horas de trabalho diuturnamente realizados para que em curto espaço de tempo se efetivasse a realização desta VITRINE.

Na oportunidade alguns autores expuseram as suas obras tendo tido boa receptividade. Queremos ressaltar o brilhantismo com que se houveram os palestrantes, elevando o nível das contribuições intelectuais. No dia 23 de novembro, o dia todo foi exclusivo para a apresentação dos trabalhos dos literatos. A abertura se deu com a composição da mesa diretiva, com entoação do Hino Nacional da Polônia e do Hino Nacional do Brasil.

A seguir foi procedida a abertura do evento com a palavra do Presidente da BRASPOL – RÍZIO WACHOWICZ, e da saudação aos literatos pela Vice presidente da BRASPOL pelo Estado do Paraná e Gestora da VII VITRINE LITERÁRIA, e, coordenadora dos trabalhos de cerimonial– MARIA DE LOURDES KUCHENNY.

Nesta VII VITRINE, foram PALESTRANTES pela ordem sequencial:

ROSEMARI GLATZ – Magnífica Reitora da UNIFEBE e Presidente da Fundação Educacional de BRUSQUE, que deu as boas-vindas pelo Estado de Santa Catarina e proferiu a palestra – A importância dos Imigrantes Poloneses para o desenvolvimento da Indústria Têxtil na região de Brusque.

Pe. Dr. ZDZISLAW MALCZEWSKI, SChr. – Reitor da Missão Católica Polonesa no Brasil, que deu as boas-vindas a todos, representando os escritores e em seguida proferiu a sua palestra – “Ensino de polonês no Brasil. História e Atualidade”.

ALOISIUS CARLOS LAUTH – “Por que os poloneses fugiram da linha colonial Sixteen Lots?”

JOÃO ARISTEU URBAN – “Aproximações, poloneses e ucranianos nas fronteiras agrícolas do Paraná”

IZABEL CRISTINA LIVISKI – “Pionierskie Kobiety Fotografii w Polsce: Em foco, a expressão visual de fotógrafas polonesas de ontem e de hoje na perspectiva de uma descendente”

LUCIANE TRENNEPHOL DA COSTA – “Panorama da língua polonesa falada no interior do Paraná: Dados do VARLINFE”

IRACI JOSÉ MARIN – “Frei Alberto Victor Stawinski e a Polonidade”

NAZARENO DALSASSO ANGULSKI – “Somos Todos Imigrantes: Poloneses 150 anos em Santa Catarina e no Brasil”

ERICO SZPOGANICZ – “SZPOGANICZ: Poloneses em Pinheiral”

LUCIANO FIALKOWSKI – “Viagem ao espanto das margens”

MARIA THERESINHA SOBIERAJSKI BARRETO e PATRÍCIA SOBIERAJSKI BARRETO – “ETNIA POLONESA – NOVA TRENTO /SC: Estudo de Sobrenomes”

JULIANO FLORCZAK ALMEIDA – “História e Memória: narrativas de descendentes de poloneses de Guarani das Missões (RS) e a construção da identidade polonesa”.

A BRASPOL do BRASIL, expressa os seus agradecimentos e cumprimentos pela participação e atuação de todos realizados no evento cultural. Agradecemos também a outras pessoas que em caráter presencial valorizaram encontro. De modo especial convidamos a todos para participarem da VIII VITRINE LITERÁRIA POLÔNICA DO BRASIL, a ser realizada no ano de 2021, em Curitiba, quando serão comemorados os 150 anos da imigração polonesa ao PARANÁ.

PRA FRENTE BRASPOL!
BARDZO DZIĘKUJĘ!
MUITO OBRIGADO A TODOS!

Abaixo, algumas imagens com os organizadores e palestrantes do evento.  

FOTOS: João Urban, Volnei Lopes da Silva e Nestor Teixeira.

                                                                                   ***

 

 

 

 

 

 

 

EXPOSIÇÃO “PALAVRAS POÉTICAS”, NA FEIRA DO POETA

No próximo dia 24 de novembro (domingo), as 11h55m, na Feira do Poeta de Curitiba, Largo da Ordem, haverá a abertura da exposição de Poesia e Fotografia “Palavras Poéticas”, das poetas Isabel Furini e Neyd Montingelli, com fotografias do Decio Romano ilustrando os poemas. Daniel Mauricio será o mestre de Cerimônias.

Neyd e Isabel escolheram alguns de seus poemas premiados para organizar a exposição. A maioria dos poemas foram premiados no Brasil, mas também fazem parte da exposição poemas premiados em Portugal e na Espanha. Serão expostos 20 poemas – 10 de cada poeta. Na abertura serão lidos poemas da Isabel e da Neyd. Os poetas presentes também terão oportunidade de realizar a leitura de seus poemas.

Em homenagem ao Dia da Palavra como vínculo da humanidade, que se festeja em 23 de novembro, e foi criado pelo Museu da Palavra da Espanha, os poetas visitantes serão convidados para declamar um poema sobre o tema “A Palavra”. A Feira do Poeta de Curitiba é um espaço da Fundação Cultural de Curitiba. O poeta Geraldo Magela é o coordenador dessa Feira.

No evento receberão a Medalha da Academia Virtual Internacional de Poesia, Arte e Filosofia (AVIPAF), os poetas Rita Delamari e Amaury Nogueira. Receberão a Medalhas Mérito Cultural a poetisa Conceição Gómes e um troféu o jornalista Willy Schumann. Serão entregues duas Medalhas in Memoriam para Isabel Sprenger Ribas e Carlos Eduardo Muniz.

A poeta Arriete Rangel de Abreu receberá a Medalha da AVIPAF da poeta Isabel Sprenger Ribas e Clara Yoshisawa Muniz receberá a Medalha do poeta Carlos Eduardo Muniz.

SERVIÇO:
Evento: Inauguração da Exposição de Poesia PALAVRAS POÉTICAS
Poetas: Isabel Furini e Neyd Montingelli –  Fotografias de Decio Romano
Data: 24 de novembro
Horário: 11h55m
Local: Feira do Poeta de Curitiba
Endereço: Rua Cel. Enéas, 30- Largo da Ordem, Curitiba

 

 

 

O CORPO E A CIDADE: DIÁLOGOS ENTRE BRASIL E PORTUGAL

A Universidade Federal do Paraná, Campus Rebouças, em Curitiba, vai receber o “II Seminário Lazer, Cultura e Território: diálogos sobre corpo e cidade entre Brasil e Portugal, e o “II Seminário Linguagem, Corpo e Estética na Educação – Licores”, que será realizado nos dias 25 e 26 de novembro de 2019, parceria entre grupos dos dois países.