• Home
  • Ensino Básico em Direitos Humanos e possibilidades das redes virtuais de aprendizagem em diálogo com a metodologia da História Nova

Ensino Básico em Direitos Humanos e possibilidades das redes virtuais de aprendizagem em diálogo com a metodologia da História Nova

Anita Iracema Simão

Ana Maria Dietrich

Geovanni Cabral

Resumo

 

A questão da violência na sociedade atual é latente. As desigualdades sociais continuam a crescer e os conflitos sociais tomaram cada vez mais a forma de racismo, sexismo, rivalidades étnicas religiosas, xenofobia, ultranacionalismo e homofobia.

A sociedade e a academia apontam para a escola de Educação Básica como o lugar onde podemos resolver esta situação, pois para eles é o lugar onde se deve ensinar sobre direitos humanos. Se a escola é este lugar, será que os professores e toda comunidade escolar estão preparados para trabalhar este tema? Será que o discurso dos professores e comunidade condizem com suas práticas diárias em direitos humanos?

Após um estudo prévio do Currículo Escolar da Educação Básica no Estado de São Paulo e a observação das práticas pedagógicas dos docentes, pode-se constatar que o tema Direitos Humanos é pouco trabalhado nas salas de aula e observa-se que muitas vezes o professor, por desconhecimento ou não achar o tema de responsabilidade da sua disciplina, não trata os Direitos Humanos com a importância e profundidade acadêmica que ele merece. Pensando no pouco conhecimento e/ou desconhecimento dos professores sobre os temas que geram a violência, propõem-se mapear as suas causas nas escolas da Diretoria de Ensino da cidade de São Bernardo do Campo. Após a tabulação dos dados pretende-se oferecer as escolas os resultados e convidá-las a participar de Grupo de Pesquisa em Direitos Humanos e Grupo de Estudo que desenvolva planos de aula com a temática de Direitos Humanos. Além disso, nos grupos de Plano de Aula pretende-se analisar junto com o professor os resultados e propor sugestões pedagógicas para que o professor seja multiplicador dos ideais da Declaração Universal de Direitos Humanos de 1948 proposta pela ONU.

Nesta perspectiva de construir colaborativamente com os professores da Rede Pública de Ensino alternativas para minimizar/solucionar a negação e violação dos Direitos Humanos fez-se fundamental a escolha da Universidade Federal do ABC que prima pela interdisciplinaridade, inclusão social e excelência.

Para a maior compreensão das violações dos Direitos Humanos conversarei com os métodos propostos pela História Nova e seus autores como Marc Bloc e Jacques Le Goff autores estes propostos na disciplina de Metodologia e Historiografia das Ciências e Matemática, ministrada pela Prof.ª Drª Ana Maria Dietrich, no Programa do Mestrado de Ensino História das Ciências e Matemática da Universidade Federal do ABC (UFABC).

 

Leia o artigo completo aqui.

Bruno Campos é estudante de Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Estagiário no curso de Educação em Direitos Humanos na Universidade Federal do ABC – UFABC e editor-assistente nas Revistas ContemporArtes e Contemporâneos.

Deixe uma resposta