• Home
  • Dhiogo por Nazareth

Dhiogo por Nazareth

Do interior de Goiás para o mundo. Assim pode ser definido o ser humano que tem conquistado espaço na mídia mundial.

Do interior de Goiás para o mundo. Assim pode ser definido o ser humano que tem conquistado espaço na mídia mundial. Vencedor dos Prêmios Denatran 2002, Prêmio Nacional Olavo Bilac 2012, Prêmio Nacional Buriti 2012, Prêmio Carlos Drummond de Andrade 2013, recebeu certificado de mérito como uma das personalidades mais influentes do mundo (2014) pela Waldenburg International College (WIC), juntamente com o Conselho Internacional de Arbritagem, Estudos Políticos e Estratégicos (ICHAPS), menção honrosa no II Concurso Literário Justiça e Igualdade Social 2015, Prêmio Cora Coralina 2016, Prêmio Melhor Ator do Ano – Interarte – Santa Catarina 2017. A sua expressiva arte foi reconhecida por personalidades nacionais e mundiais: Leonardo Boff, Marcone Perillo, Sônia Chaves, Frederico Nascimento, Thony Di Carlo, Mons. Peter B. Wells, Papa Francisco, Mrs. Sonia Bonici, Rainha Elizabeth II. Entre as publicações de Dhiogo Caetano estão “O medo da morte”, “O menino do futuro”, “Transolhando as Transvicções”, “O Eu que se abriga em você” e “As mães dos que não nasceram de mim”.

A sensibilidade aflora, toca e penetra a alma de quem convive com esta pessoa. O céu parece abrir suas portas a derramar energias às pessoas, os animais, a terra. Sua disponibilidade em transpor o bem alegra os indivíduos que o rodeiam. Alma de criança, força de gigante. A aura de Dhiogo transporta nossas almas para lugares que nunca pensamos ir. Não é mito! É real tudo que Dhiogo é espiritualmente.

Carnalmente sua preciosidade se desdobra em professor, escritor, teatrólogo, dramaturgo, ser humano, uma criança em corpo de gente grande.

Dhiogo J. Caetano, aquele que transcende a vida, tranvê o mundo, nos apresentando em seu abraço a sutileza de viver momentos, no seu olhar a compreensão do “todo” e a dissolução de todo o medo da vida.

É fácil dizer, mas difícil de descrever. Pragmático, mas ao mesmo tempo complexo. Em alguns momentos: humano. As suas falas vão além do conceito humano, hora parece divino. Ensinar é o seu objetivo, aprender é o desejo do seu coração e tem a missão de amar sem perguntar até quando.

Criatura livre, desperta, consciente das dores e dissabores. Passamos um dia, horas, momentos; sei lá me perdi nas rodas do tempo. E hoje ele se esvai, não porque morreu, mas porque nasceu livremente dentro da minha essência que incrustada com a arte codificou a arte que vive dentro do Dhiogo e que se abriga em mim.

Como ele diz: “O amor supera tudo!”.

 

   Nazareth Freitas 

Escritora e artista plástica Nazareth Cândida de Freitas, presidente da Alsagec – Academia de Letras Santo de Antônio de Goiás Edson Coelho, e presidente da Comissão Folclórica, é a idealizadora e proprietária da Casa Museu, já deixado como patrimônio histórico e cultural da cidade de Santo Antônio de Goiás

 

Tags:

Deixe uma resposta