Haicai (俳句)

Você sabe o que é Haicai? Simplificadamente, Haicai (ou Haikai) é um tipo de poesia de origem japonesa que consiste em apenas 3 versos, sem rima e sem título.

Há alguns anos atrás entrei em contato pela primeira vez com uma forma muito singular de poesia, o Haicai. Já havia terminado o ensino médio, e em nenhuma aula de literatura tive a oportunidade de conhecer obras literárias orientais. Talvez isso explique porque em geral sabemos tão pouco sobre esse assunto, e muitos poetas com anos de bagagem, por exemplo, ainda o desconhecem.

Simplificadamente, Haicai (ou Haikai) é um tipo de poesia de origem japonesa que possui apenas 3 versos, sem rima e sem título. Em sua forma tradicional, os versos se dividem em cinco, sete, e por último cinco sons. Veja abaixo:

O velho lago…
O ruído do salto
Da rã na água

O Haicai acima é a tradução do original escrito por Matsuo Bashô (1644 – 1694), um dos maiores mestres do Haicai japonês e que considerava a escrita da poesia como uma prática espiritual.

A forma tradicional do Haicai necessariamente se inspira em cenas ou seres da natureza e nas estações do ano, sendo suas características mais marcantes:

• A expressão das mudanças, da transitoriedade;

• A integração do ser humano com a natureza em sua simplicidade;

• Buscar sempre captar os momentos singulares, assim como em uma fotografia:

Haicai e foto: Victor Canti

Haicai: Victor Canti – Foto: Emile Casasco

Os Haicais acima não seguem “100%” a forma tradicional, porém o legado desta secular tradição poética japonesa se espalhou pelo mundo todo, e hoje em dia ela é transmitida em diversas línguas, tendo se adaptado a cada povo e cultura.

No Brasil, por exemplo, escritores como Paulo Leminski, Carlos Drummond de Andrade, Helena Kolody, Érico Veríssimo, dentre outros, escreverem Haicais e concederam às suas criações identidades próprias, tratando de temas humanos, cotidianos, além da natureza e suas estações. Eles sabiam que mesmo com poucas palavras é possível transmitir pensamentos e sentimentos de grande profundidade, característica sempre presente neste tipo tão especial de Poesia.

Tags:,
Mergulhou no universo da poesia no ano de 2003. Desde então, sob o pseudônimo Victor Canti, tem se dedicado à criação poética em diversas esferas, já tendo participado da publicação de fanzines, blogs literários e vídeo-poesias. Em 2013 publicou seu primeiro livro, de nome Pensar em Pensar, e foi um dos autores em destaque da 3ª Bienal do Livro de São José dos Campos - SP. O poeta é formado em Filosofia pela UFABC.

Deixe uma resposta